sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Indecisão...

Olá,como estão todas vocês?

Nem comecei a dieta japonesa ainda...e se bem me lembro o NF miou...

Mas o post de hoje é pra falar sobre minha indecisão com a vida, não sei se é especialmente por conta do borderline,não sei se é um comportamento reativo ao fato de eu ser absurdamente insegura e doente psicologicamente (anorexia,depressão e outros poréns). O fato é que não consigo me decidir,não apenas em relação a coisas difíceis,mas em relação a tudo na vida,sinceramente tenho um pouquinho de inveja daquelas pessoas determinadas que já sabem desde sempre o que desejam e fazem de tudo para conseguir,por que pra mim isso é impossível.
                       
Em um dia eu quero ter uma profissão,no dia seguinte quero outra (ou mesmo algumas horas ou minutos depois), um dia quero largar a faculdade sem olhar pra trás,no outro dia estou indo pra lá completamente animada...em um segundo estou odiando as garotas no segundo seguinte estou beijando elas e o mesmo com os homens, odiando a Ana e amando ela, e é sempre assim, absurdamente intensamente a cada segundo: ódio - amor - ódio - amor e não pára!

Hoje havia decidido resolutamente "vou aprender matemática" e depois penso "por que? já estou em uma faculdade,gosto de tantas coisas(gosto mesmo...pelo menos por enquanto) que não exigem que eu me mate pra aprender matemática e mesmo assim é como uma tortura psicológica contra eu mesma, vou aprender só pra me ferrar.. parece isso... 

Sinceramente não sei mais o que fazer pra dar um rumo a minha vida,me perguntam "como você se vê daqui a dez anos? e eu não consigo responder porque simplesmente não sei nem como vou estar daqui a dez minutos.então o que posso fazer?

Eu sou daquelas pessoas que tem um prazer imenso em estudar (sim,existem pessoas loucas assim..)
e por mais que eu queira estudar,meu cérebro não deixa, eu posso ter lido algo a dez anos atrás,eu vou me lembrar, guardo tudo com muita facilidade e nem preciso me esforçar pra estudar,mas meu cérebro não deixa eu me focar em uma coisa só,nunca!

E eu fico o tempo todo perdida...pareço uma estrangeira dentro do meu próprio corpo,é absurdo!

Vou parar por aqui...antes que vocês queiram me matar com um texto doido desses.

Beijos e força

7 comentários:

Refúgio disse...

Texto doido não, eu entendi, eu sou exatamente assim, as vezes eu acho que tem algo a ver com signos... pelo fato de eu ser de libra e ser confusa, na mesma hora que eu quero, já não quero mais, eu queria fazer direito, depois quis fazer biológicas e agora eu quero radiologia, mas já tõ pensando em fazer química, por mais que eu não goste de química, kkkkkkkk achei alguém que me entende finalmente o/
entre outras coisas também, enjoo de dietas muito rapido, nunca consigo terminar algo e quando termino é uma dádiva divina !!! Boom , beijinhos e boa sorte na dieta hein, stay strong :*
refugiodeumamenina.blogspot.com.br

Mari disse...

Uau, quisera eu ter esse vício de estudar. Meu caso é totalmente ao contrário, detesto estudar, fico no computador o tempo todo, ou vendo séries, ou lendo livros. Fujo dos estudos, por isso não passei no vestibular (simplesmente não estudei e ainda tive a coragem de ficar triste por não ter passado, como se eu não tivesse merecido ¬¬ Muito idiota eu). Enfim, que faculdade você faz?

Também sou assim, quero uma coisa, do nada não quero mais. Eu até ia falar que é uma fase, mas lido com essa fase desde sempre na minha vida...

beijo, se cuida, e se acalma haha

Brienne Dreams and Frustrations disse...

eu tbm, sou muito indecisa, começei duas faculdades e tranquei, to num curso tecnico e não sei se é isso que quero fazer o resto da minha vida. a unica certeza que tenho é a a busca pela perfeição e vou lutar por isso. tenha força vc não tá sozinha , juntas somos fortes. bjs

Letícia Melo disse...

Eu tive uma fase assim ...eu não dizia nem o que eu queria se me perguntasse minha opinião ...mas nem sei como te ajudar nesta questão...eu fui vendo oq me deixava mais feliz e a vontade então tomava minha decisão as vezes com vc funcione ...e pense muito antes de dizer um sim ou um não...um eu te amo ou um te odeio =P Beijos flor

NY. disse...

Oioi!
Texto doido? Então acho que sou mais doida porque me identifiquei com ele. Já me vi assim então vou te dar o conselho que me deram na época, ok? "Siga os seus instintos. O que é bom hoje pode não ser bom amanhã. Então se joga no que você quer, mesmo que seja momentâneo, sem medo de ser feliz. Não é certo que você vai se dar bem, mas vai ter certeza do que fazer ou não no futuro.".

Cuide-se.
Kisu da Ny.

*Butterfly* disse...

Oi querida, te entendo completamente tbm sou assim, fico meia perdida sem saber se estou na direção certa, a unica coisa que acho q n deve parar e com a faculdade, termine vai ser melhor.
Obrigada pelo apoio em um momento tão dificil que passei com meu pai, aos poucos vou voltar ao blog.Bjs

Biia ' disse...

vc é meio bipolar florzinha rsrs eu sou determinada, mas só quando algo me interessa de verdade, coisa que é muito dificil de acontecer. Eu me interessar por algo. As vezes eu sou tão desanimada.. mais me obrigo a fazer certas coisas, porque a vida ta seguindo e não da pra eu ficar parada..
fique bem, se precisar estou aqui
beijinhos s2

Carta da Ana(Completa!)


Querida Leitora,

Permita me apresentar. Meu nome, ou como sou chamada, pelos também chamados 'doutores' é Anorexia. Anorexia Nervosa é meu nome completo, mas você pode me chamar de Ana. Felizmente nos podemos nos tornar grandes parceiras. No decorrer do tempo, eu vou investir muito tempo em você, e eu espero o mesmo de você.

No passado você ouviu seus professores e seus pais falarem sobre você.Diziam que você era tão madura, inteligente, e que você tem tanto potencial. E eu pergunto, aonde tudo isso foi parar? Absolutamente em lugar algum! Você não é perfeita, você não tenta o bastante! Você perde muito tempo pensando e falando com amigos! Logo, esses atos não serão mais permitidos.

Seus amigos não te entendem. Eles não são verdadeiros. No passado, quando inseguramente você perguntou a eles:- Estou gorda?- E eles te disseram:- Não, claro que não!-você sabia que eles estavam mentindo! Apenas eu digo a verdade! E sem falar nos seus pais! Você sabe que eles te amam e se importam com você, mas uma parte é porque eles são pais, e são obrigados a isso.Eu vou te contar um segredo agora: Bem no fundo, eles estão desapontados com você. A filha deles, que tinha tanto potencial, se transformou em uma gorda, lerda, e sem merecimento de nada!

Mas eu vou mudar isso.

Eu espero muito de você. Você não tem permissão para comer muito. Eu vou começar devagar: Diminuindo a gordura, lendo tabelas de nutrição, cortando doces e frituras, etc. Por um tempo os exercícios serão simples: Corridas, talvez exercícios localizados. Nada muito serio. Talvez você perca alguns quilos, tire um pouco de gordura deste seu estomago gordo! Mas não irá demorar muito até eu te dizer que não está bom o suficiente.

Eu vou te fazer diminuir calorias consumidas e vou aumentar a carga de seus exercícios. Eu vou te forçar até o limite! Eu preciso fazer isso, pois você não pode me derrotar! Eu estarei começando a me colocar dentro de você. Logo, eu já vou estar lá. Eu vou estar lá quando você acordar de manha, e correr para a balança. Os números começam ser amigos e inimigos ao mesmo tempo, e você, em pensamento reza para que eles sejam menores do que ontem à noite. Você olha no espelho com enjôo. Você fica enjoada quando vê tanta banha nesse seu estomago, e sorri quando começam a aparecer seus ossos. E eu estou lá quando você pensa nos planos do dia: 400cal e 2h de exercícios. Sou eu quem esta fazendo esses planos, pois agora meus pensamentos e seus pensamentos estão juntos como um só.

Eu te sigo durante o dia. Na escola, quando sua mente sente vontade, eu te dou alguma coisa para pensar! Recontar as calorias consumidas do dia. Elas são muitas. Eu vou encher sua cabeça com pensamentos sobre comida, peso e calorias. Pois agora, eu realmente estou dentro de você. Eu sou sua cabeça, seu coração e sua alma. A dor da fome, que você finge não sentir, é eu dentro de você!

Logo, eu não vou estar te dizendo o que fazer com comida, mas o que fazer o tempo todo! Sorria, se apresente bem. Diminua esse estomago gordo, Droga! Deus, você é uma vaca gorda!!! Quando as horas das refeições chegarem, eu vou te dizer o que fazer. Quando eu fizer um prato de alface, será como uma refeição de rei! Empurre a comida envolta! Faça uma cara de cheia...Como se você já tivesse comido! Nenhum pedacinho de nada...Se você comer, todo o controle será quebrado...E você quer isso?

Ser de novo aquela vaca gorda que você era? Eu te forço a ver uma revista de modelos. Aquele corpo perfeito, magro, dentes brancos, essas modelos perfeitas te encaram pela pagina da revista! E eu te faço perceber que você nunca será uma delas. Você sempre será gorda, e nunca vai ser tão bonita quanto elas! Quando você olhar no espelho, eu vou distorcer sua imagem, e te mostrar uma lutadora de sumo mas na verdade existe apenas uma criança com fome. Mas você não pode saber da verdade, pois se você souber, você pode começar a comer de novo e nossa relação pode vir a cair, e me destruir!

Às vezes você vai ser rebelde. Felizmente não com muita freqüência. Você vai dar força aqueles últimos pensamentos, e talvez entrar naquela cozinha escura! A porta vai se abrir devagar, você vai abrindo a porta do armário e colocando sua mão naquele pacote de biscoitos, e você vai simplesmente engoli-los, sem sentir gosto nenhum na verdade, você faz isso pelo simples fato que você esta indo contra mim. Você procura por outra caixa de biscoitos, e outra e outra. Seu estomago está cheio de massa e gordura, mas você não vai parar ainda. E o tempo todo eu vou estar gritando quero que você pare, sua vaca gorda! Você realmente não tem controle, você vai engordar!

Quando isso acabar, você vai vir desesperada para mim de novo, e me pedindo conselhos porque você não quer ficar gorda! Você quebrou uma regra, e comeu, e agora você me quer de volta. Eu vou te forçar a ir ao banheiro, ajoelhada e olhando para a privada! Seus dedos vão para dentro da sua garganta, e com uma boa quantidade de dor, a comida vai toda sair. Você vai repetir isso varias vezes, ate que você guspa sangue a água, e saiba que toda aquela comida se foi! E quando você se levantar, você vai sentir tontura.Não desmaie! Fique em pe agora mesmo!Sua vaca gorda!Você merece sentir dor!

Talvez a escolha de te fazer ficar cheia de culpa vai ser diferente. Talvez eu escolha te fazer se encher de laxantes, e você vão ficar sentada na privada ate altas horas da manha sentindo seu estomago se revirar. Ou talvez eu faça você se machucar, bater sua cabeça contra a parede, ate você ganhar uma dor de cabeça insuportável! Cortar também e bem útil.Eu quero ver sangue, quero ver ele cair sobre seu braço, e naquele segundo, você vai perceber que merece qualquer tipo de dor que eu te dou! Você vai ficar deprimida, obcecada, com dor, se machucando e ninguém vai notar? Quem se importa?!?!? Você merece!

Ah, isso e muito duro? Você não quer que isso aconteça com você? Eu sou injusta? Eu faço coisas que apenas vão te ajudar! Eu vou fazer que seja possível parar de pensar em emoções que te causam stress. Pensamentos de raiva, tristeza, desespero e solidão podem ser anulados, pois eu vou tirar eles de você, e encher sua cabeça com contas metabólicas de calorias. Vou te tirar a vontade de sair com pessoas de sua idade,e tentar agradar todos eles. Pois agora eu sou sua única amiga, eu sou a única que você precisa agradar!

Mas nos não podemos contar a ninguém. Se você decidir o contrario, e contar como eu te faço viver, todo o inferno vai voltar! Ninguém pode descobrir, ninguém pode quebrar esta concha que eu tenho construído com você! Eu criei você, magra, perfeita, minha criança lutadora! Você é minha, e só minha! Sem mim, você e nada! Então, não me contrarie. Quando outras pessoas comentarem, ignore os! Esqueça deles, esqueça todos querem me fazer ir embora. Eu sou seu melhor apoio, e pretendo continuar assim.

Com sinceridade.

Ana